Crivella ordena o corte de 50% na verba das escolas de samba mirins

carnaval-grupo-mirim

Como não se bastasse a redução de 50% da verba destinada às escolas de samba do Grupo Especial e também do Grupo de Acesso, o prefeito Marcelo Crivella decidiu passar a tesoura na festa promovida pelas crianças, que acontece sempre às terças de carnaval na Sapucaí.

A Associação das Escolas de Samba Mirins do Rio de Janeiro, Aesm-Rio, através de sua diretoria, se reuniu com os representantes das 17 agremiações infantis para anunciar a notícia, nesta terça (07/11), que pegou todos de surpresa. No último carnaval, a verba para cada uma foi de pouco mais de R$ 75 mil. Todas desfilavam com o mínimo de 1000 crianças e dois carros alegóricos. Agora, o espetáculo vai cair pela metade.

Com o corte, pelo menos cerca de 20 mil crianças vão deixar de desfilar. É possível, inclusive, que algumas das agremiações formadas por crianças não tenham condições de sequer colocar seu carnaval na avenida em 2018.

Prefeitura em débito com escolas mirins

Apesar de terem prestado contas referentes ao Carnaval 2017 à prefeitura do Rio, as escolas mirins ainda aguardam o pagamento da última parcela da subvenção do ano anterior, cerca de 7% do valor total para cada uma.


Redação Ziriguidum: contato@ziriguidum.net.br

Fonte: Aesm-Rio

Foto: Marco Antonio Teixeira/O Globo

 

Deixe seu comentário